Apesar de avanço de autorizadas, base de telefonia fixa volta a cair em fevereiro

O mercado brasileiro de telefonia fixa (STFC) voltou a cair em fevereiro, segundo dados da Anatel. O recuo foi de 0,54%, totalizando no mês 32,775 milhões de contratos – um desempenho menos acentuado do que o registrado em janeiro, quando houve queda histórica. Desta vez, contudo, houve redução apenas das concessionárias, enquanto nas autorizadas houve crescimento em relação a janeiro. Nos dois casos, contudo, há recuo no comparativo anual.

Do total do mercado em fevereiro, a maioria era de concessão: 17,585 milhões, após uma redução de 1,29%. No comparativo com fevereiro de 2019, as concessionárias já caíram 14,25%. A Oi caiu 1,01% no mês, totalizando 9,768 milhões de acessos. Já a Telefônica Vivo caiu 1,77%, total de 6,971 milhões de linhas. No ano, as duas companhias caíram 13,40% e 14,89%, respectivamente.

Dentre as autorizadas, houve aumento de 0,36% no mês, total de 15,190 milhões de acessos. Ainda assim, em 12 meses houve queda de 6,94% nessa fatia. A Claro (Net) é a maior empresa desse segmento, com 9,668 milhões de contratos, após recuo de 0,24%. 

A Vivo tem 3,388 milhões de linhas, uma queda de 1,35% no mês. Já a TIM tem 1,065 milhão de acessos, aumento de 0,27%. A Oi tem uma pequena operação de autorização, com 207,8 mil linhas, avanço de 0,28%. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.