Engevox aguarda novas licenças para esta semana

O conselho diretor da Anatel incluiu na pauta de sua reunião desta semana a liberação de duas novas licenças de STFC para a espelhinho Engevox Telecomunicações, para as áreas 31 (região de Belo Horizonte) e 73 (92 localidades do sul da Bahia). As autorizações deverão completar a rede da operadora, que pretende iniciar suas operações em fevereiro, com outorgas de espelhinhos, nas cidades de Prado e Teixeira de Freitas, ambas na Bahia. Para isso investiu R$ 300 mil em infra-estrutura de par metálico e na aquisição de duas centrais de comutação. "Teremos que começar a operação com uma rede muito pequena, com 960 terminais em Teixeira de Freitas e 700 em Prado por falta de recursos", diz o diretor comercial e sócio da empresa, Ricardo de Motta Mello. Ele explica que a operadora tentou captar financiamentos com o BNDES e com Banco de Desenvolvimento da Bahia e, embora tenha sido enquadrada pelas duas instituições, ainda não obteve os recursos. "É muita burocracia e os pedidos de garantias são quase inimagináveis", reclama o diretor.
A Engevox prevê ter 3 mil assinantes nas duas cidades em um ano, com gasto médio por usuário em torno de R$ 45,00. A empresa ainda não tem previsão para iniciar suas atividades em Três Rios (RJ), onde também possui outorga, ou nas outras localidades onde espera obter novas licenças na Anatel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.