Para Net, se a rede de cabo for compartilhada é impossível manter prestação de múltiplos serviços

Embora a consulta pública fosse sobre a metodologia criada pela Anatel que permite saber se a oferta de referência das empresas com Poder de Mercado Significativo (PMS) permite aos competidores cobrirem seus custos e terem margem adequada, a Net aproveitou a ocasião para protestar mais uma vez contra a inclusão das redes de cabo no Plano Geral de Metas de Competição (PGMC).

Notícias relacionadas

Em contribuição entregue à Anatel, a operadora sustenta que tecnicamente é impossível compartilhar uma rede de cabo coaxial (seja em bit stream ou full unbundling) sem que haja prejuízo aos assinantes da dona da rede, já que seria impossível manter a prestação de múltiplos serviços.

“A prestação desses serviços é possível por meio do compartilhamento da frequência disponível no cabo, de modo que cada serviço ocupa uma parte dessa frequência. Assim, a utilização desse cabo por outras empresas impossibilitaria a prestação desses múltiplos serviços aos assinantes que já os contrataram, e vem sendo atendidos, pela prestadora que se utiliza do cabo”, diz a companhia.

Além disso, a topologia da rede de cabo impossibilita que a rede seja compartilhada porque o cabo é compartilhado por todos os domicílios conectados ao mesmo nó. Ao contrário da rede ADSL em que cada domicílio é conectado à central por um par trançado próprio.

“Evidencia-se, em razão dessa característica particular da tecnologia ADSL, que, para haver oferta de unbundling nas redes ADSL, basta o fornecedor desconectar o par trançado da DSLAM da concessionária e conectá-lo ao do prestador terceiro, que pode prover o serviço através de uma rede completamente diferente da rede utilizada pela concessionária”, sustenta a Net.

A impossibilidade de compartilhamento das redes de cabo também esteve presente na contribuição da TelComp. A associação diz que não há nenhum exemplo no mundo de desagregação física de redes de cabo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.