Publicidade
Início Newsletter Internet fixa global terá maior disparidade na velocidade, prevê Omdia

Internet fixa global terá maior disparidade na velocidade, prevê Omdia

A banda larga fixa está chegando a mais pessoas no mundo, mas o gargalo começa a tomar a forma da disparidade de velocidade. De acordo com previsão da Omdia, 44% da população na América Latina terá serviço de Internet fixa até 2026, mas apenas 5,3% terão conexão de 500 Mbps ou mais, enquanto apenas 1% terão mais do que 1 Gbps. 

Conforme a projeção para aqui a quatro anos no relatório Global Fiber Development Index, para efeito de comparação, a América do Norte terá 77% da população conectada, da qual 26% terão velocidades acima de 500 Mbps e 11% terão de 1 Gbps ou mais. Por outro lado, apenas 9% da população africana teria banda larga fixa no período, e desses, 84% com conexão abaixo de 30 Mbps.

No mesmo intervalo de tempo, a Omdia projeta que a população global conectada vai aumentar de 58% para 70%, sendo que desses, 30% será com conexão móvel, e 40% com banda larga fixa.

Notícias relacionadas

Ranking

O relatório também faz um levantamento das empresas com maior penetração de fibra em 2021. Cingapura liderou o ranking, seguida por Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos e Qatar. Na Europa, Espanha é a mais bem qualificada, em sétimo. E os Estados Unidos lidera nas Américas, em 18º. 

O Brasil, que encerrou 2021 com mais de 40 milhões de acessos de Internet fixa, aparece em 45º lugar, bem atrás do primeiro da América Latina, o Uruguai, que está na 24º posição. Ainda assim, o País subiu sete posições em relação a 2020. Confira abaixo ou clique aqui para acessar a íntegra do relatório:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile