Bernardo: operadoras têm de atender as metas do 2G ou serão multadas

Confrontado com os resultados das operadoras abaixo das metas de qualidade da Anatel na transferência de dados em 2G (EDGE/GPRS), o ministro Paulo Bernardo ressaltou a tendência de migração para a tecnologia 3G, mas que isso não significa que se deve deixar de lado a rede antiga. "O fato de estarem migrando não quer dizer que o serviço tem de ser de má qualidade. Se contratou o serviço, tem que funcionar direitinho", afirmou ele a este noticiário após cerimônia em São Paulo da Associação Brasileira das Empresas e Profissionais das Telecomunicações (Aberimest), nesta segunda-feira, 19.

Caso as operadoras continuem a registrar resultados abaixo das metas da Anatel, o ministro entende que será hora de tomar atitudes. "Elas têm que atender (as metas). Elas vão ser cobradas e, se precisar, serão multadas", disse Bernardo. O relatório da agência, divulgado na semana passada, mostrou uma deficiência na taxa de conexão de dados, sobretudo no 2G, com teles mostrando taxas abaixo de 70% durante os últimos três meses analisados (fevereiro a abril deste ano). A meta da Anatel é de 98% de taxa de conexão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.