Agência de classificação de risco rebaixa nota da Oi após novo plano da RJ

Foto: Pixabay.com

Após a divulgação do aditamento ao plano de recuperação judicial no início desta semana, a agência de classificação de risco Standard & Poor's rebaixou as notas da Oi. Segundo informou a operadora em comunicado ao mercado na quinta-feira, 18, a revisão da nota de crédito é resultado direto da "aplicação de critério técnico interno da agência" sobre uma das condições do plano: a possibilidade de pré-pagamento, com aplicação de desconto, a partir de determinados eventos de liquidez definidos.

Desta forma, a classificação da Oi foi reduzida de B- para CC em escala global (característica especulativas significativas, com exposição a incertezas e condições adversas). Por sua vez, na escala nacional, a nota caiu de brBBB- para brCC (alto risco em relação a outras obrigações nacionais). Em ambas as escalas, a perspectiva da S&P é negativa. 

Notícias relacionadas

A reação da agência de classificação de risco não é um reflexo direto do mercado brasileiro. Desde a divulgação do plano, no dia 16, as ações da companhia mostraram valorização no índice Bovespa. 

Ajustes nos pagamentos

Conforme apresentado pela operadora no ajuste do plano, que prevê a venda da Oi Móvel e da infraestrutura da empresa em separação estrutural, há a possibilidade de ajustes no pagamento de credores. Com a venda da unidade móvel, créditos com garantia real vão requerer obrigação de destinar parcela da receita líquida para antecipar 100% do valor desses créditos. Para caso de créditos trabalhistas que não tenham sido totalmente quitados, até R$ 50 mil, serão pagos em até 30 dias da homologação do aditamento. 

Confira a cobertura do TELETIME sobre o novo plano da Oi

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.