Publicidade
Início Newsletter Procon-SP e Senacon notificam Claro, Oi, TIM e Vivo após suspeita de...

Procon-SP e Senacon notificam Claro, Oi, TIM e Vivo após suspeita de vazamento de dados

Foto: Pete Linforth/Pixabay

O Procon-SP pediu nesta quarta-feira, 17, explicações para as principais operadoras de telefonia do País (Claro, Oi, TIM e Vivo) a respeito da suspeita de vazamento de dados telefônicos de mais de 100 milhões de brasileiros.

O movimento ocorre dias depois da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) vinculada ao Ministério da Justiça solicitar esclarecimentos das empresas sobre o mesmo assunto. Já a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) está apurando as suspeitas desde a semana passada.

“As teles deverão confirmar se houve o vazamento de dados pessoais de suas bases e, em caso positivo, explicar os motivos do incidente, detalhar quais as medidas tomadas para contê-lo e e informar o que farão para reparar os danos causados pelo incidente”, afirmou o Procon-SP, que também fez indagações sobre o cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Notícias relacionadas

A entidade fixou 72 horas para respostas, enquanto a Senacon pediu o esclarecimento dentro de 15 dias.

Esclarecimento

Responsável pela descoberta e pela publicidade do suposto incidente, a empresa de segurança digital Psafe também foi notificada pelo Procon-SP. O órgão paulista pediu que a firma esclareça como ocorreu o contato com o hacker que estava negociando as informações vazadas no mercado clandestino.

Além de números de telefone, dados como o tempo de duração de ligações e outras informações pessoais também teriam sido disponibilizadas. Claro e Vivo foram citadas pelos cibercriminosos como as operadoras que tiveram os dados vazados; por sua vez, as operadoras afirmaram não ter identificado incidentes do gênero.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile