TIM e Yahsat discutem uso de satélite para backhaul

Em linha com a política de corte de custos, a TIM planeja utilizar a capacidade em banda Ka do satélite Al Yah 3, da operadora de satélite dos Emirados Árabes Unidos Yahsat, para backhaul na expansão da cobertura 3G e 4G no Brasil. As duas empresas anunciaram o início das conversas nesta quarta-feira, 17, confirmando o lançamento do satélite para janeiro de 2017.

O possível acordo segue metas do plano industrial para o triênio 2016-2018 da tele para aumentar a eficiência financeira e operacional, focando cada vez mais no LTE. Além do projeto já em andamento de refarming em 1,8 GHz, que permitiu à operadora expandir a cobertura 4G para mais de 400 cidades em 2015, a intenção de utilizar a capacidade do satélite para backhaul poderá permitir acelerar a oferta de antenas para banda larga móvel, pelo menos enquanto ainda não leva a infraestrutura ótica terrestre.

Notícias relacionadas

Em comunicado, a tele confirma que a intenção é buscar o atendimento a regiões com escassez de infraestrutura de telecom de forma rentável e eficiente. Diz ainda haver confiabilidade na plataforma técnica e operacional da Yahsat, usando como exemplo a cobertura em regiões chuvosas na Nigéria com banda Ka.

O artefato da Yahsat ocupará a posição orbital 20°W, com 27 beams para cobrir 95% da população brasileira com a banda Ka. O diretor da Yasat para o Brasil, Marcio Tiago, disse em outubro para este noticiário que a estratégia principal seria fornecer banda larga residencial, com ofertas de 4 Mbps a 10 Mbps, por meio de parceiros no varejo ou como white label. O uso do AY3 para backhaul era uma possibilidade, com testes de conceito nos planos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.