Provedores regionais temem desabastecimento de equipamentos

O contínuo impacto da pandemia de covid-19 sobre a cadeia global de fornecimento está causando apreensão em provedores regionais de telecom, que temem o desabastecimento de equipamentos no País, começando por produtos de menor valor agregado.

Tal percepção foi compartilhada nesta terça-feira, 16, durante evento virtual que reuniu uma série de players do segmento. Para o CEO da Um Telecom, Rui Gomes, o aumento de até 1.000% no custo do frete de produtos trazidos da China tem tornado inviável a importação de muitos componentes durante o cenário pandêmico.

"Nos produtos de baixo valor agregado, nós ficamos sem condições. Em equipamentos de valor alto como switches, roteadores ou DWDM, nós até conseguimos absorver o frete, mas em fibra ótica, caixas de emenda ou conectores, fica bem significativo [o custo do frete]", sinalizou o executivo, no evento promovido pela revista RTI.

Notícias relacionadas

Na ocasião, Gomes ainda apontou que, no caso específico dos cabos de fibra ótica, a indústria local não está sendo capaz de suprir a alta na demanda, visto que o próprio segmento está sendo afetado pela escassez de matérias-primas.

Alerta

CEO da Aloo Telecom, Felipe Cansanção relatou que a empresa recebeu recentes alertas de fornecedores de equipamentos como roteadores, switches e DWDM. O informe era para que pedidos dos próximos 6 a 12 meses fossem adiantados.

"Lá fora, as grandes operadoras já estão iniciando a corrida 5G e colocando bastante pedidos para os fornecedores", afirmou o profissional, temendo o desabastecimento para empresas brasileiras como parte do impacto. Outro grande ponto de preocupação citado pelos provedores regionais foi a variação cambial, que encareceu investimentos em dólar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.