Huawei quer fechar triênio com US$ 1,3 bi em royalties por patentes

A Huawei divulgou nesta terça-feira, 16, uma projeção de receitas no triênio com o licenciamento de patentes e uma taxa de royalties cobrada de fabricantes após o uso, em smartphones 5G, de tecnologia desenvolvida pela chinesa.

As informações foram reveladas durante evento sobre propriedade intelectual promovido pela fabricante em Shenzhen (China). Na ocasião, a Huawei afirmou que somará faturamento de US$ 1,2 bilhão a US$ 1,3 bilhão entre 2019 e o fim de 2021 a partir de licenciamentos.

A empresa também revelou o valor dos royalties que serão cobrados para uso de sua tecnologia em smartphones 5G de terceiros: US$ 2,5 por aparelho. É a primeira vez que a informação é divulgada publicamente pela empresa.

Notícias relacionadas

"Esperamos que essa taxa de royalties anunciada hoje aumente a adoção do 5G, dando aos implementadores uma estrutura de custos mais transparente que informará suas decisões de investimento no futuro", afirmou o chefe do departamento de Direitos de Propriedade Intelectual da Huawei, Jason Ding.

Crescimento

A Huawei encerrou 2020 com mais de 100 mil patentes ativas em todo o mundo, segundo a própria. Há duas semanas, a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO) divulgou balanço sobre novas aplicações protocoladas em 2020: a lista foi liderada pela empresa. A chinesa também afirma ser a principal contribuinte técnica para padrões 5G.

Segundo a fornecedora, tais resultados são fruto de investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) que somaram 15,3% da receita total do grupo em 2019; desde 2010, a estimativa da Huawei é que cerca de US$ 90 bilhões foram aportados na área. A empresa também afirma ter 105 mil funcionários em funções de P&D, ou 53% do total de colaboradores.

A estratégia tem sido cada vez mais importante para a chinesa, visto que as restrições impostas pelo governo dos EUA impedem que a Huawei compre uma série de componentes (como semicondutores) no mercado internacional.

Market share

A participação de cada empresa no mercado de royalties do 5G é bastante sujeito a variações em função dos critérios analisados e dos acordos comerciais, para não falar nas disputas judiciais que sempre acontecem entre fornecedores quando o tema são patentes. Mas um levantamento recente da consultoria iPlytics, compilado pelo site Statista, mostra que, de fato, a Huawei pode ter uma vantagem considerável neste quesito quando comparado a suas concorrentes. Veja o gráfico:

Infographic: Who Is Leading the 5G Patent Race? | Statista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.