BlackBerry conclui captação de US$ 1 bi e anuncia corte de 200 postos

A BlackBerry anunciou nesta sexta-feira, 14, que concluiu, antes do prazo previsto, a captação do financiamento de US$ 1 bilhão feita por meio da emissão de debêntures conversíveis em ações. O aporte foi obtido através de acordo firmado com a Fairfax Financial Holdings e outros acionistas. Com a finalização da operação, o grupo financeiro passou a deter 16% do capital acionário da BlackBerry. A BMO Capital Markets foi a coordenadora e agente da distribuição das debêntures.

Conforme anunciado anteriormente, a Fairfax assumiu o compromisso de adquirir US$ 250 milhões das debêntures e outros investidores, o restante. O preço de conversão dos títulos em ações foi definido US$ 10, o que representa um prêmio de 28,7% em relação ao preço dos papéis no fechamento da Nasdaq no dia 1º deste mês. A captação estava prevista para ser concluída dentro 30 dias.

A transação foi a forma encontrada pela fabricante canadense de smartphones para evitar a venda para a própria Fairfax, que havia assinado carta de intenção de compra no valor de US$ 4,7 bilhões, ou por outro interessado — a chinesa Lenovo era uma das candidatas a assumir o controle da BlackBerry, tanto que havia assinado um acordo de confidencialidade que a permitia analisar as contas da companhia.

"Estou animado por me unir a esta marca icônica em um momento tão importante de sua história", disse John S. Chen, que se tornou presidente-executivo interino da BlackBerry, após a conclusão do financiamento. "Estou ansioso para liderar a BlackBerry na busca de uma transformação bem-sucedida e recuperar a posição de empresa inovadora no mercado. Acredito no valor da marca e estou confiante de que vamos reconstruir a BlackBerry para o benefício de todos nossos clientes."

Chen exercerá a função até completar a reestruturação da empresa e o processo de busca por um novo CEO. O acordo também prevê que Prem Watsa, presidente da Fairfax Financial, tenha assento no Conselho de Administração e integre a diretoria da empresa.

Um das primeiras medidas de Chen, como parte do processo de reorganização, será a demissão de 200 empregados em sua sede em Irving, no Texas. A notificação de ajustamento e reciclagem de trabalhadores (Warn, na sigla em inglês) foi protocolada no dia 5, segundo o site All Things Digital. Nos próximos meses, são esperados mais cortes de funcionários, que devem chegar aos milhares, segundo o plano de reestruturação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.