Prêmio Star One passa a contemplar acadêmicos

A Star One, operadora de serviços de satélite ligada à Embratel, lançou nesta quarta-feira, 13, o II Prêmio Star One, com nova divisão por categorias em relação à sua primeira versão. Desta vez, serão contempladas as melhores aplicações da comunicação via satélite inscritos nas categorias profissional e acadêmica, em substituição às categorias "new concept" e "top" do ano passado. O anúncio foi feito durante o seminário ?Soluções em telecom: as aplicações via satélite?, que acontece esta quarta, 13, e quinta, 14 em São Paulo, e é promovido pela Converge Eventos e pelas revistas TELETIME, PAY-TV e Tela Viva.
Como explica o diretor de marketing da Star One, Edmundo Fornasari, o concurso tem por objetivo incentivar a pesquisa e o desenvolvimento do conhecimento satelital. O prêmio tem o apoio da Sociedade Brasileira de Telecomunicações.
Fornasari diz que, como a vida útil do satélite é de 15 anos, o que vem pela frente deve ser estudado desde já. Para ele, as próximas gerações acadêmicas é que darão as respostas para o futuro do satélite.

Notícias relacionadas
Na primeira versão do prêmio, foram inscritas mais de 200 pessoas e Fornasari afirma que esse número deve manter-se este ano. As inscrições começaram nesta quarta-feira e vão até o dia 2 de novembro. Os prêmios são uma viagem para a NAB 2004 (maior feira profissional para o mercado de televisão nos EUA) e um laptop (para acadêmicos). Mais detalhes sobre o concurso podem ser obtidas no site da Star One.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.