Brasil possui tecnologia para ter 5G com Open RAN, alegam fornecedores

Representantes de fornecedores de equipamentos de tecnologia que participaram da audiência pública realizada nesta terça-feira, 13, pelo GT do 5G da Câmara dos Deputados, alegaram que a indústria brasileira possui plenas condições de atender requisitos de segurança e técnicos para a implantação do 5G no Brasil, especialmente quando se fala em redes de 5G construídas com tecnologias Open RAN.

Rosilda Prates, presidente da P&D Brasil, aponta que os recursos do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Comunicações (Funttel) serviram para desenvolver pesquisas em tecnologia que colocaram soluções desenvolvidas no Brasil capazes atender as mais diversas configurações das redes 5G no Brasil. "Temos tecnologia brasileira para isso".

Prates disse ainda que o Open RAN é uma tecnologia que transforma os serviços de telecomunicações com preços mais baixos para o consumidor, porque traria economias de capex em 40% e de opex em 30%. Ela afirmou ainda que Unicamp e Inatel estão realizando testes para para aprimorar a tecnologia no Brasil.

Notícias relacionadas

Francisco Giacomini Soares, da Qualcomm, aponta que o atual ecossistema de conectividade é tão grande que já haveria uma necessidade natural de evoluir para o modelo de redes abertas. "Precisamos de interfaces mais abertas e interoperáveis. A Qualcomm está entrando no mercado de infraestrutura, apontando para a necessidade de uso de redes abertas", disse o executivo.

O representante da Qualcomm disse ainda que a obrigação de usar o Release 16 (ou seja, com core de rede novo, no padrão standalone) atende a toda a complexidade que o 5G possui, e que é importante observar a complementariedade do 5G com o WiFi 6E. "Por isso, é importante ter saído a regulamentação do WiFi 6. Ele serve para combinar com o 5G um alto poder à conectividade", afirmou Giacomini.

O representante da Intelbras, Carlos Reich, entende que o Open RAN é uma forma de trazer produtos mais baratos para o mercado, apontando que a indústria brasileira possui expertise para implementar o 5G de maneira segura e a menor custo com essa tecnologia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.