Tesacom espera ter até 700 usuários do Bgan no Brasil este ano

A Tesacom espera ter entre 500 e 700 usuários do Bgan (Broadband Global Area Network) no Brasil até o final do ano. A empresa é uma das representantes autorizadas pela Inmarsat a vender o produto no País. O Bgan é um serviço de acesso à internet via satélite que alcança a velocidade de até 492 Kbps. Este mês a Anatel concedeu a autorização para a comercialização de serviços com o satélite F2, da Inmarsat, que, junto com o F1 e o F3, compõe a frota I-4 da Inmarsat e completa uma cobertura global para o Bgan.
A Tesacom já vende o Bgan em outros da América do Sul, onde tem hoje cerca de 900 equipamentos conectados ao F2. No Brasil, o Bgan já foi apresentado a várias empresas e órgãos governamentais, como Rede Globo, TV Bandeirantes, TV Record, Rio Tinto, Chesf, Eletronorte, Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Ministério da Defesa. "O produto é interessante para quem precisa de comunicação em áreas remotas. No exterior, redes de TV como BBC e CNN usam o Bgan para transmitir imagens", relata o presidente da Tesacom no Brasil, Dante Quinterno. Ele espera fechar na semana que vem os primeiros contratos para prestação do serviço no País.
A receita da Tesacom deve crescer cerca de 50% este ano no Brasil graças à oferta do Bgan, prevê o executivo. A empresa também é representante da Iridium no País.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.