Publicidade
Início Newsletter Algar Telecom já tem 90% da base de banda larga fixa em...

Algar Telecom já tem 90% da base de banda larga fixa em fibra

No total, a Algar Telecom encerrou setembro com 4,632 milhões de unidades geradoras de receita, um aumento de 24,1%, segundo dados divulgados pela companhia nesta terça-feira, 9. Desses, 737,1 mil eram de “conectividade”, aumento de 7,1%. A incorporação da Voguel também foi comemorada pelo executivo, uma vez que acrescentou uma base de 3,4 mil clientes ao portfólio da empresa, e “ampliou o horizonte e abrangência da rede”.

A fibra já representa 90% dos acessos dessa categoria na Algar, segundo CFO da tele, Tulio Abi-Saber. Segundo o executivo, os últimos 10% deverão ter a migração concluída “nos próximos poucos trimestres”, tornando a companhia com base totalmente no FTTH. 

Para tanto, a empresa conta com uma taxa de conversão (take-up rate) elevada, de mais de 50%. No último trimestre, houve um aumento anual de 31% na quantidade de casas passadas (HPs), totalizando 947 mil em setembro. Já o número de casas conectadas foi de 493 mil, número 31% acima do registrado em 2020.

Notícias relacionadas

De acordo com Abi-Saber, os últimos 10% serão mais difíceis por estarem em regiões menos adensadas, mas ele acredita que são clientes onde já há fibra. “É mais um trabalho comercial”, diz. Para a empresa, a migração faz sentido operacional também: aumenta a qualidade, com maior potencial de consumo de dados, enquanto reduz gastos de energia (inclusive uso de recursos não renováveis). Os equipamentos utilizados na infraestrutura legada ainda podem ser reciclados, acrescenta ele.

Telefonia fixa e móvel

Pela mesma perspectiva, a base de telefonia fixa vem caindo. Em setembro, eram 435 mil clientes da concessionária mineira, uma redução de 6% que o executivo acredita estar “em linha com o mercado”, e com tendência de queda contínua. “Esses clientes são importantes e continuarão a ser suportados pela companhia, mas a receita de voz fixa já não é tão relevante, é aproximadamente 10% das receitas do B2C, não é mais tão significativo no resultado”, argumenta.

No segmento móvel, a estratégia da Algar é a de conter o fim do efeito clube com a migração do pré-pago para o pós-pago, aumentando a ARPU. “O volume do pós subiu 7%, totalizando 481 mil clientes, enquanto o pré-pago caiu 9%, para 624 mil clientes”, conta o CFO. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile