Telecom Italia tem queda nas receitas, mas melhora EBITDA

A Telecom Italia encerrou os acumulado do ano até setembro com queda nas receitas, mas avanço no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA), segundo balanço financeiro da controladora da TIM Brasil divulgado nesta quinta-feira, 7. A receita nos nove meses foi de 14,423 bilhões de euros, uma redução de 4,6%. No trimestre, a receita foi de 4,429 bilhões de euros, redução de 6,1% no comparativo, por conta da redução de contratos internacionais de atacado.

Considerando apenas a operação no Brasil, a receita foi R$ 2,930 bilhões de euros (21,8% do total do grupo), um aumento de 0,4%. De acordo com a Telecom Italia, o aumento das receitas no Brasil se refletiu em mudança na política de vendas, que agora está focada mais no valor do que no volume. Os objetivos da nova estratégia da TIM são aumentar a venda de novos dispositivos conectados, permitindo acesso à banda larga por redes 3G/4G (ou seja, em FWA), e novas ofertas de retenção para clientes de alto valor no pós-pago. 

O EBITDA consolidado total de janeiro a setembro foi de 6,008 bilhões de euros, um acréscimo de 4% no comparativo anual. A margem EBITDA foi de 44,8%, ou 3,8 pontos percentuais acima. A TIM Brasil obteve EBTIDA de 1,730 bilhão de euros, aumento de 64,8%, e margem de 59%, acréscimo de 23 pontos percentuais. A explicação do aumento exponencial está, mais uma vez, na decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a inconstitucionalidade da inclusão do ICMS na base de cálculo do PIS/Cofins. Excluindo os efeitos, o EBITDA ainda assim teria crescimento de 6,2%, atribuível ao desempenho positivo das receitas e os benefícios nos projetos de melhora da eficiência da estrutura de custos operacionais.

O grupo italiano investiu no total do ano 2,276 bilhões de euros, uma redução de 184 milhões de euros frente ao mesmo período de 2018. O Capex destinado ao Brasil foi de 25,4% desse total, somando 577 milhões de euros, 4 milhões a mais do que no ano passado.

Em setembro, a dívida líquida financeira "comparável" foi reduzida em 958 milhões de euros comparado ao final de 2018, totalizando 24,312 bilhões de euros. A empresa afirma ter um fluxo de caixa livre de capital próprio de 1,230 bilhão de euros, basicamente um bilhão de euros a mais do que no ano passado.

Junto com os resultados, a Telecom Italia anunciou também um memorando de entendimento (MoU) com o Google Cloud para uma parceria estratégica na Itália, especificamente para serviços de nuvem e edge computing. A empresa comemorou ainda a parceria de compartilhamento de rede entre a INWIT e a Vodafone Italia, cujo contrato foi finalizado em julho e agora aguarda revisão de autoridades de competição. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.