Telefónica prepara IPO parcial da Telxius

O grupo espanhol Telefónica confirmou nesta segunda-feira, 5, a intenção de fazer uma oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) parcial para a subsidiária de infraestrutura Telxius, antiga Telefónica International Wholesale Services (TIWS). Em fato relevante enviado à Comisión Nacional Del Mercado de Valores da Espanha (CNMV), a empresa disse prever a oferta para o segundo semestre de 2016, a depender de aprovação do prospecto pela CNVM.

A ideia é que a Telxius tenha ações negociadas nas bolsas espanholas (Barcelona, Bilbao, Madri e Valencia) e com o "Mercado Continuo", o qual elas formam. A Telxius deverá ter pelo menos 25% do capital sendo negociado, que é o mínimo exigido pelas leis locais para admissão e cotação. Isso permitirá à Telefónica manter sua participação majoritária imediatamente após a oferta.

Segundo a própria companhia espanhola, a Telxius conta hoje com uma carteira de 16 mil torres de serviço móvel na Espanha, Alemanha, Brasil, Peru e Chile. Além disso, presta serviços de co-location em torres. A empresa gera vários ativos de telecomunicações do grupo, incluindo os cabos submarinos SAM-1, que liga EUA à América do Sul; e o BRUSA, que ligará Brasil aos EUA (passando por Porto Rico) e deverá ser ativado em 2018. No mundo todo, a subsidiária opera com infraestrutura de 65 mil km de fibra, dos quais 31.265 km são próprios, além de 71 pontos de presença em 19 países. A Telxius registrou receita de 691 milhões de euros em 2015, com resultado operacional pro-forma antes de amortização (OIBDA, na sigla em inglês) de 323 milhões de euros.

As entidades coordenadoras globais e bookrunners da oferta serão o Banco Bilbao Viscaya, CaixaBank, Goldman Sachs e J.P. Morgan Securities. A transação terá ainda como bookrunners o BNP Paribas, Citigroup, HSBC, Mediobanca, Santander e UBS. Atuarão como asseguradoras Fidentis Equities, Intesa Sanpaolo, Mizuho Bank, NMÁS 1 Equities, Roual Bank of Canada, Banco de Sabadell e Société Générale.

A oferta não foi surpresa – desde o primeiro semestre, havia estimativa de que a companhia pudesse levantar entre 4 bilhões e 5 bilhões de euros. Em junho, a Telefónica aumentou o capital social da Telxius no montante de 162,440 milhões de euros, além de ter ampliado o capital social da Telxius Torres LATAM, divisão de ativos na América Latina (incluindo o Brasil), e da Telxius Cable España, para a infraestrutura na sede espanhola, em 5 milhões de euros cada.

Reino Unido

Em outro fato relevante também enviado à CNVM nesta segunda-feira, a Telefónica anunciou que está "considerando várias opções estratégicas" para a subsidiária britânica O2 UK. A empresa, que mantém ainda controle acionário após tentativa de venda barrada pela Comissão Europeia, diz que também pensa em uma IPO "potencial". Sem dar maiores detalhes, a empresa afirma que o "trabalho preparatório para conexão com tais opções estratégicas já foi iniciado".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.