Publicidade
Início Newsletter Surf Telecom e TIM farão operadora móvel virtual para o Flamengo

Surf Telecom e TIM farão operadora móvel virtual para o Flamengo

Griselli, da TIM, Rodolfo Landim, do Flamengo e Yon Moreira, da Surf

O Clube de Regatas do Flamengo terá uma operadora móvel virtual (MVNO) fornecida pela Surf Telecom a partir da rede da TIM, anunciaram as empresas e o time de futebol nesta sexta-feira, 5.

A nova operadora vai oferecer planos de voz e Internet móvel com uso gratuito e ilimitado de certos aplicativos, em especial a FlaTV+ (canal de conteúdos exclusivos do Flamengo). Os torcedores membros do programa de sócio-torcedor do clube carioca ainda contarão com vantagens.

Segundo a dupla de operadoras, a MVNO incluirá também a recém-lançada tecnologia 5G nas cidades onde a nova rede for disponibilizada pela TIM. Por enquanto o serviço da empresa está presente em cinco cidades, mas tem outras capitais na rota, incluindo o Rio de Janeiro.

Notícias relacionadas

A TIM tem uma longa relação com o Flamengo e patrocina o time há mais de 10 anos, recordou a operadora. “A nossa inovação e investimento em infraestrutura estarão disponíveis para os torcedores por meio da Surf Telecom e estamos certos de que terão uma excelente experiência”, afirmou o CEO da TIM, Alberto Griselli.

Rede

A empresa também se colocou como “a maior fornecedora de rede de acesso e infraestrutura para MVNOs no País”, atuando desde 2011 na vertical. Com o modelo, empresas como a Surf Telecom podem oferecer uma solução white label de serviços de conexão de voz, dados e telefonia de longa distância para marcas se tornarem operadoras.

“A companhia acredita no potencial desse modelo de negócios, que reforça o caráter inovador e pioneiro da marca”, afirmou a TIM. “Dados de março de 2021 estimam que 67% das empresas atuantes no mercado MVNO utilizam a rede da TIM para prestação de serviços. Isso corresponde a 87,6% da base de todos os clientes de operadoras móveis virtuais no Brasil”.

Vale lembrar que novas ofertas referência de MVNO e de roaming nacional no atacado fazem parte das contrapartidas definidas para as compradoras da Oi móvel, incluindo a TIM. No caso do roaming, a aplicação do remédio tem sido motivo de queda de braço entre operadoras nacionais e a Anatel.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário Cancelar resposta

Sair da versão mobile