Produção eletrônica recua 6,6% no primeiro semestre de 2019

A produção industrial do setor eletrônico recuou 6,6% durante os seis primeiros meses de 2019, revelaram dados do IBGE agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) e divulgados nesta segunda-feira, 5. O resultado afetou a performance do setor eletroeletrônico como um todo – que teve recuo de 2,6% na produção em seis meses, apesar do crescimento de 1,4% da área elétrica.

"O desempenho é decepcionante face à expectativa que tínhamos no início do ano", avaliou em comunicado o presidente da Abinee, Humberto Barbato. Segundo a entidade, esperava-se um ambiente de "maior previsibilidade para reverter o quadro de retração na indústria". Com os números, a expectativa de crescimento na produção eletroeletrônica em 2019 foi revisada de 7% para 2%. A entidade voltou a argumentar que reformas permitirão alcançar o resultado.

No caso do segmento eletrônico, também é aguardada para o segundo semestre a discussão sobre a política substituta de Lei da Informática, que deve ser discutida pelo Congresso.

Junho

Durante o mês de junho houve crescimento na produção eletrônica: de 1,2% contra o mês de maio e de 3,1% na comparação com junho de 2018. Já o setor elétrico teve queda de 2% ante maio e de 3,7% em 12 meses. Dessa forma, o agregado das duas áreas recuou 0,5% em junho ante maio e 0,7% frente junho de 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.