É cedo para deixar usuário criar conteúdo, diz SK8

A SK8, produtora de séries audiovisuais para download em telefones celulares, considera prematuro o lançamento de serviços em que o conteúdo seja criado pelo usuário, tendência apontada em matéria na edição de novembro da revista TELETIME. ?A rede vai ficar sobrecarregada e isso vai prejudicar os desenvolvedores que produzem conteúdo com qualidade, como a SK8?, critica Nilo Peçanha, dono da produtora. O executivo entende que essa tendência pode ser vantajosa para integradores, mas atrapalha os desenvolvedores. Além disso, Peçanha argumenta que para criar um bom conteúdo para celular é necessário ter expertise no ramo. ?É uma linguagem totalmente nova?, acrescenta.
Empresas como Takenet e Compera têm opinião contrária e estão desenvolvendo serviços que propiciam maior participação dos usuários. A Takenet, por exemplo, promete testar em breve um serviço apelidado de ?Torpedão?, no qual os usuários poderão criar seus próprios canais de conteúdo usando o acervo da companhia ou conteúdo gerado pelos próprios clientes. E mais: os criadores dos canais terão direito a uma participação na receita, que será retirada da parte que a Takenet receber das operadoras.

SK8

Notícias relacionadas

A SK8 produz atualmente 13 diferentes séries audiovisuais para celulares que são vendidas em diversas operadoras, como Oi, Claro, TIM e Brasil Telecom GSM, seja através de contratos diretos ou por meio de integradores ou agregadores de conteúdo. A empresa registra em média 70 mil downloads de vídeos por mês. Recentemente, fechou contrato com a Universal Mobile para distribuir seu conteúdo no mundo inteiro. A SK8 foi uma das primeiras empresas a produzir vídeos destinados exclusivamente a telefones celulares, levando em conta as características especiais desse novo tipo de mídia, como o tamanho reduzido da tela e o curto tempo disponível para cada vídeo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.