SES conclui negócio de US$ 450 milhões para divisão governamental

Antenas da operadora de satélite SES

A operadora de satélites SES e sua subsidiária para atendimento governamental SES Government concluíram a aquisição, por US$ 450 milhões, da DRS Global Enterprise Solutions (GES) junto ao grupo italiano Leonardo.

Com a obtenção das últimas aprovações para o negócio anunciado em março último, a DRS GES será combinada à divisão de setor público da SES, criando uma provedora de comunicações via satélite voltada ao atendimento de "necessidades do governo dos Estados Unidos em terra, mar ou ar", segundo comunicado.

O negócio vai operar sob a marca de SES Government Solutions. De acordo com a operadora, a consolidação da DRS GES com a SES GS deve "liberar" US$ 25 milhões em sinergias anualizadas e colocar o segmento governamental como o maior demandante da contratação de dados junto à companhia. No novo arranjo, a expectativa é que os negócios com o governo norte-americano dobrem de dimensão.

Notícias relacionadas

A SES também pontuou que a nova organização apostará em uma abordagem "multi-órbita", a partir da integração e gerenciamento de serviços geoestacionários e de órbita terrestre média (MEO) – inclusive a partir do sistema O3b mPOWER, que será lançado em breve.

A nova divisão governamental será liderada pelo executivo David Fields, oriundo da DRS GES e com mais de 30 anos de experiência nas indústrias de serviços de comunicações por satélite e tecnologia da informação. Fields sucede o general de brigada Pete Hoene, que se aposentará após onze anos no comando da SES GS.

Deixe seu comentário