OUTROS DESTAQUES
Infraestrutura
Ministro vai chamar teles e fornecedores para discutir como rede rural se encaixará no PNBL 2.0
quarta-feira, 15 de Maio de 2013 , 20h00 | POR HELTON POSSETI

O ministro Paulo Bernardo vai aproveitar a semana que vem, em que todo o setor de telecom estará reunido em Brasília para o Painel Telebrasil, para convocar uma reunião com as teles e os fornecedores. O assunto é a implantação da rede em 450 MHz nas áreas rurais.

A preocupação do ministro é que essa rede, que segundo ele atenderá no primeiro ano dois terços do Brasil, esteja preparada para servir ao PNBL 2.0 no futuro. “Vou deixar o cara fazer a rede nacional e depois vou fazer outra para o PNBL 2.0? Na verdade, nós podemos reforçar a capacidade dessas redes e eu acho que com as dimensões do nosso território, nós temos que pensar isso”, disse ele, em entrevista exclusiva ao TELETIME News.

O ministro explica que o objetivo é que essa infraestrutura esteja “conjugada” com o PNBL, para assim servir para as necessidades do País. O ministério, contudo, está disposto a ouvir do setor qual a necessidade para que essa integração dos planos individuais de cada uma delas aconteça. “Vamos chamar esse povo aqui para ver o que a gente pode fazer, como a gente pode ajudar”. Ele negou que o governo tenha detectado problemas na implantação da rede de 450 MHz, "até porque o prazo ainda não acabou, é no ano que vem", diz, mas acha importante esse esforço de coordenação com o PNBL 2.0 desde já.

As obrigações da área rural compreendem a oferta de serviços de voz e dados nas localidades dentro do raio de 30km a partir do distrito sede – sendo que a cobertura dessas regiões se dará de forma escalonada até dezembro de 2015. Até junho de 2014, 30% dos municípios devem contar com ofertas de voz e de acesso à Internet, percentual elevado para 60% até dezembro do mesmo ano e 100% no fim do ano seguinte.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top