OUTROS DESTAQUES
TI
Mercado brasileiro de TI cresce 9,2% em 2015 com investimentos de US$ 59,9 bilhões
segunda-feira, 06 de junho de 2016 , 18h17 | POR REDAÇÃO COM ASSESSORIA DE IMPRENSA

Apesar da crise, o mercado de TI no Brasil, incluindo hardware, software e serviços, aumentou 9,2% em 2015, contra os 5,6% da média global de crescimento. É o que aponta o Estudo sobre o Mercado Brasileiro de Software e Serviços, produzido pela Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) em parceria com o IDC.

De acordo com o levantamento, no mundo, os investimentos neste setor somaram US$ 2,2 trilhões em 2015, sendo US$ 133 bilhões da América Latina. No Brasil, os investimentos somaram US$ 59,9 bilhões.

Em 2015, o mercado de serviços de TI no Brasil cresceu 8,2%, em relação ao ano de 2014, com investimento de U$ 14,3 bilhões, e o de software, cresceu 30,2%, com investimentos de U$ 12,3 bilhões. Além disso, o mercado de hardware brasileiro chegou a U$ 33,4 bilhões, representando um crescimento de 6,3%, o menor entre os três setores.

Segundo o estudo, considerando os investimentos em TIC (TI + Telecom), que cresceram 4,3% no ano passado, e somaram mais de US$ 3,7 trilhões, o Brasil perdeu uma posição, e agora aparece em 6º lugar, no ranking mundial, com investimentos de US$ 152 bilhões no ano de 2015. Os Estados Unidos lideram também este ranking, seguidos pela China, Japão, Reino Unido e Alemanha.

No mercado mundial de investimentos em software e serviços, que totalizou US$ 1,124 trilhão, o Brasil se coloca na 8ª posição, com US$ 27 bilhões, antecedido pelo Canadá (US$ 32 bi), China (US$ 34 bi), França (US$ 48 bi), Alemanha (US$ 67 bi), Japão (US$ 77 bi), Reino Unido (US$ 83 bi) e Estados Unidos (US$ 470 bi).

Tendências

Para 2016, a pesquisa aponta que a relação entre TI e a área de negócios das empresas irá se estreitar ainda mais, gerando a digitalização dos processos e integração das linhas de produção. O estudo estima que 54% das médias e grandes empresas no Brasil irão realizar investimentos na chamada Transformação Digital (DX) este ano.

Além disso, as vendas de dispositivos tecnológicos permanecerão em alta, apesar das quedas recentes. Estima-se que no Brasil sejam adquiridos, em 2016, 40 milhões de telefones móveis, 6 milhões de computadores e 5 milhões de tablets.

O levantamento ainda demonstra que, com a visibilidade da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) alcançada em 2015, o setor deve atingir US$ 4,1 bilhões só no Brasil, sendo que US$ 37 milhões correspondam apenas a dispositivos domésticos.

Outro fenômeno que chama atenção é o aumento de transações financeiras realizadas via celular: os valores devem superar 30% do total de pagamentos realizados em 2016. Outras áreas de investimento neste ano são segurança dos sistemas e computação em nuvem, que tem crescimento estimado em 20% ao ano.

No ano de 2015, foram identificadas, aproximadamente, 13.951 empresas atuando no mercado brasileiro de software e serviços, sendo que quase metade delas (41,1%) é dedicada à distribuição e comercialização desses recursos. As outras representam empresas de desenvolvimento e produção (31,6%) e prestação de serviços (27,3%).

As empresas dedicadas ao desenvolvimento e produção, no Brasil, totalizam 4.408 negócios e podem ser dividas por porte, sendo: microempresas (45,62%), pequenas empresas (49,02%), médias empresas (4,33%) e grandes empresas (1,03%).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top