Conexis: nova lei das antenas em São Paulo será modelo para outras cidades

Marcos Ferrari, presidente da Conexis Brasil Digital

Na opinião do presidente da Conexis, Marcos Ferrari, a nova lei das antenas de São Paulo deverá  servir de modelo para outras cidades, e a expectativa é que seja votada tão logo acabe o recesso do Legislativo. Para o líder executivo da entidade, que representa as operadoras de telecomunicações, o texto da forma que foi encaminhado pela administração do ex-prefeito Bruno Covas é satisfatório para as empresas poderem implantar a infraestrutura, especialmente com a chegada do 5G.

"Da maneira com que foi encaminhado pela prefeitura, temos simpatia muito grande pela íntegra do projeto. Sei que está sendo discutido, e tem que ser isso", declarou Ferrari durante evento online do portal Tele.Síntese nesta sexta, 30. 

Entre as inovações trazidas pelo projeto, o presidente da Conexis menciona a não exigência de terreno regularizado, o que ele entende poder ajudar com a conexão em bairros mais vulneráveis. Além disso, cita o período de 60 dias para a prefeitura autorizar o licenciamento, com o mecanismo de silêncio positivo também adotado.

Notícias relacionadas

Outra questão elogiada por Ferrari é o prazo de 10 anos, renováveis por igual período, e o licenciamento de small cells por meio de apenas um cadastro eletrônico. "Se São Paulo aprovar da maneira como está o PL, acho que teremos grande mudança. Porque São Paulo é a que dita a regra, acaba sendo modelo para outras capitais e cidades, e estamos muito otimistas com a votação quando voltar do recesso", declarou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.