Aprovada nova metodologia de cálculo do fator X

O Conselho Diretor da Anatel aprovou, nesta quinta-feira, 28, a revisão da norma de cálculo do fator X, que capta os ganhos de produtividade e repassa aos usuários do STFC, no memento do reajuste da tarifa. O novo modelo leva em conta os ganhos com a alteração do artigo 89 da LGT, por meio da Lei do SeAC, que permitiu a incorporação de empresas do mesmo grupo, o modelo de custos, que tem capacidade de segregar receitas e custos por serviços e, por último, o uso cada vez maior de análise de impacto regulatório. Na ova fórmula, os ganhos com banda larga no varejo foram excluídos.

Segundo o relator, Leonardo de Morais, a nova metodologia vai agregar elementos para a correta apropriação das economias de escopo, sem ter um caráter disruptivo. Ele afirmou que os ganhos de produtividade do STFC ficam preservados com a nova metodologia, mas adverte que eles tendem a decrescer, com o declínio do serviço.

O conselheiro sugeriu, também, estudos para promover a liberdade tarifária do STFC, tendo em vista da substituição desse serviço pelo móvel. Assim como pediu a revisão das áreas locais. "Uma quantidade de 4.530 áreas locais não é compatível com o mundo IP", defendeu.

 telefone

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.