Chamadas entre telefones fixos e móveis ficarão até 7,29% mais caras

A Anatel aprovou, nesta quinta-feira, 24, o reajuste das tarifas de chamadas de telefones fixos para móveis, em ligações locais e de longa distância. Os percentuais variam de 3,37% a 7,29% e devem valer 48 horas após a publicação no Diário Oficial da União.

No ano passado, a alta foi de 1,5%. Neste ano, os valores do Índice de Serviço de Telecomunicações (IST) mais altos, impactados principalmente pelos custos da energia, e fator de redução (X) menor justificam os novos percentuais, informa a agência.

A alta das chamadas da Oi será de 5,54%, índice calculado com base em IST de 8,5% e fator X de 2,72%. As ligações a partir dos números da Telefônica ficarão 3,37% mais caras, considerando IST de 5,85% e fator X de 2,34%.

Para a Algar e a Sercomtel, a alta das ligações será de 5,96%, levando em conta IST de 10,28% e fator X de 2,91% para as duas concessionárias. O reajuste da Embratel será de 7,29%, calculado a partir de IST de 12,11% e fator X de 3,3%.

As chamadas para operadoras de Serviço Móvel Especializado ficarão mais caras em 3,85% a partir dos telefones da Oi; 3,85% dos da Telefônica; 6,43%, dos da Algar e Sercomtel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.