Governo do Piauí distribuirá 180 mil chips na rede pública de ensino

O governo do estado do Piauí anunciou nesta segunda-feira, 23, a distribuição de mais de 180 mil chips de telefonia móvel para estudantes da rede pública estadual. Claro (140 mil chips) e Vivo (40 mil) serão as fornecedoras da iniciativa, voltada à promoção do acesso remoto a conteúdos educacionais.

A distribuição ocorrerá através da Secretaria de Estado da Educação piauiense (Seduc) e envolverá pacotes de 20 GB de franquia de dados. Com prazo inicial de seis meses (após os quais será realizada uma avaliação de eficácia da ação), o serviço deve auxiliar a conclusão do ano letivo de 2020 e o início das aulas em 2021.

Também foi contratada uma solução de gestão de conteúdos provida pela Embratel a fim de "garantir que o aluno realmente esteja utilizando a Internet para fins educacionais". Segundo comunicado, através da ferramenta o governo terá gerência sobre regras de uso das linhas móveis, sites e aplicativos que poderão ser acessados e consumo, entre outras funções.

Notícias relacionadas

Impacto

Desde a suspensão das aulas presenciais no Piauí devido à pandemia de covid-19, 86% dos estudantes matriculados na rede estadual tiveram acesso à aulas remotas, somando mais de 3 milhões de acessos aos conteúdos educacionais. Desde o dia 19 de março, cerca de 230 mil alunos da rede pública estão com as aulas presenciais suspensas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.