Google, Apple, Adobe e Intel serão investigadas por acordos ilegais

A Adobe, Apple, Google e Intel, com os estúdios LucasFilm, Intuit e Pixar, serão julgados na próxima quinta-feira, 26. Uma ação civil, aberta no ao passado, investiga um suposto acordo de não contratação de funcionários entre si, o que, segundo as autoridades judiciais, prejudicaria consideravelmente a competitividade no setor.

Notícias relacionadas
A ação corre na Corte de San Jose, na Califórnia, e sustenta que houve "supressão de direitos dos empregados", pois os funcionários estariam limitados em suas oportunidades de empregos. O processo cita, inclusive, documentos nos quais uma empresa era orientada a "não oferecer vagas de trabalho", sem antes ter a aprovação de seu antigo empregador.

A questão foi investigada pelo Departamento de Justiça (DOJ) dos Estados Unidos em agosto de 2010. Na ocasião, as empresas envolvidas pediram o cancelamento do processo por "falta de evidências". No mês seguinte, o DOJ firmou um acordo com as empresas para fim de tais práticas, mas não estabeleceu punições.

A ação civil, desta vez, busca repor os danos a qualquer assalariado que trabalhou para uma das acusadas entre 2006 e 2010.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.