Telesat testa antena única para recepção LEO e GEO

Um dos grades desafios que se colocam para a recepção de sinais das constelações de satélite baseados em órbita baixa (LEO) é como combinar a capacidade destes sistemas com os satélites de órbita geoestacionária (GEO), sem que para isso seja necessária a instalação de múltiplas antenas de recepção. A operadora de satélites canadense Telesat deu um passo importante nesse sentido. A empresa anunciou testes bem sucedidos com a fabricante de antenas estabilizadas Intellian para a recepção, em condições reais, de sinais provenientes dos satélites Telstar 19 (GEO) e Telesat LEO fase 1 (LEO) em uma mesma antena VSat de 1,5 m. O sistema opera em banda Ka, com 2,5 GHz de largura de banda. Os testes foram realizados com a Marinha dos EUA.

As capacidades LEO e GEO têm característica e propósitos diferentes. Nas redes GEO, há grandes capacidades e coberturas amplas a partir de um ponto fixo, mas um problema de latência inerente à distância do satélite. Já as redes LEO oferecem grande capacidade e baixa latência, mas exigem antenas em constante movimentação. A Telesat, além de importante operadora de satélites GEO, é uma das empresas que aposta nas constelações LEO, e já tem um satélite em órbita para testes. A rede deve entrar em operação a partir de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.