BrT anuncia PPV, VOD e TV sobre ADSL

O BrTurbo, serviço de banda larga da operadora Brasil Telecom, lança comercialmente no dia 26, durante a Futurecom, o seu "Turbo Vídeo PC" com conteúdos em pay-per-view e video-on-demand da programadora Claxson para internet, além de rádio e games 3D. A Claxson é uma empresa programadora do grupo venezuelano Cisneros.
Outra novidade é que, no primeiro trimestre de 2005, a operadora estréia no segmento de transmissão de vídeo sobre sua rede ADSL – o momento atual é de escolha de fornecedores do set-top box, de acordo com o vice-prresidente de estratégia de negócios da BrT, Yon Moreira. A BrT dispõe de licença de SCM (serviço de comunicação multimídia) nas áreas onde tem concessão para operação de telefonia fixa (Distrito Federal, Acre, Rondônia, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). A idéia é seguir o mesmo modelo adotado durante a implantação da banda larga, quando foi eliminada a barreira de entrada ao se alugar o equipamento ao cliente.

Regulamentação

Yon disse que, para não ferir a regulamentação atual de TV a cabo, foram ouvidos o superintendente de serviços de comunicação de massa da Anatel, Ara Apkar Minassian; o secretário executivo do Ministério das Comunicações, Paulo Lustosa; e a ABTA. O executivo afirma que o serviço não fere a Lei do Cabo por várias razões: é oferecido pela rede da internet; não tem grade de programação; e é uma relação de compra de conteúdo. ?Todo cuidado regulatório foi tomado e é respeitado?, afirma Yon.
Para tanto, o serviço não é oferecido diretamente pela BrT, e sim pelo provedor de internet da operadora. Ele arremata: "Trata-se de uma relação de compra de conteúdo", declara sobre o Turbo Vídeo PC, lembrando que sobre sua rede cerca de 50 provedores já distribuem conteúdo.
A respeito da próxima oferta, com transmissão de vídeo diretamente a um set-top pela rede ADSL, ele ressalta que as operadoras de TV paga deveriam se aproveitar da capilaridade da rede da BR Telecom: "Chegamos a centenas de milhares de clientes; eles poderiam se aproveitar da nossa capacidade de investimento."
Vale lembrar que a BrT começou a testar em 2002 a tecnologia de transmissão de vídeo sobre a rede de par trançado com duas operadoras no Sul, a Viacabo TV em Itajaí/SC, e a TV Foz, em Foz do Iguaçu/PR, usando-se o set-top StellaOne, sob suporte do Windows Media 9.
A ABTA permanece atenta aos movimentos e espera o mesmo da Anatel.

Assinatura mensal

O Turbo Vídeo PC, configurado como um portal nacional de distribuição de conteúdo multimídia, apresenta-se como uma videolocadora virtual, nas áreas de negócios, conhecimento e lazer. Traz os seguintes aplicativos: video-on-demand, distribuição segura de mídia digital; rádio on-line; comunidade 3D; e games 3D multiplayer. São três pacotes, disponíveis em todo o território brasileiro: família, adulto e Playboy TV Online.
A assinatura é mensal e varia de acordo com o pacote: para clientes BrTurbo, será de R$ 9,90 e de R$ 11,90 para quem não é cliente; nas opções adulto e Playboy TV Online, o preço é de R$ 12,90 (assinante BrTurbo) e R$ 14,90 (não-assinante). Haverá, ainda, a opção pay-per-view, disponível para os pacotes adulto e Playboy TV, a R$ 3,50 mensais (assinante BrTurbo) e R$ 5,90 por mês (não-assinante). Para assinantes da revista Playboy, da editora Abril, haverá desconto de R$ 2 para o pacote Playboy TV Online.
O serviço Turbo Vídeo PC rodará sobre os programas Microsoft Windows Media Player e RealPlayer sobre dez servidores que suportarão, a princípio, cerca de 82 mil usuários. Essa infra-estrutura está preparada, a princípio, para suportar downloads de vídeo de alta resolução em 1 Mbps (qualidade similar ao DVD). Os vídeos também estarão disponíveis para download em 350 kbps.
A expectativa dos executivos do BrTurbo é de que o serviço atraia 75 mil usuários em um ano. Os assinantes de banda larga da BrT chegam hoje a 440 mil clientes, dos quais 250 mil são assinantes do portal BrTurbo. Segundo dados da BrT, a consultoria PriceWaterhouseCoopers havia feito uma projeção para o Brasil de que haveria 1,4 milhão de acessos banda larga (todas as tecnologias) até o final deste ano. Esta estimativa já foi atingida e até dezembro o País deve chegar a 1,8 milhão de acessos de alta velocidade.
O modelo de negócios explorado pela Brasil Telecom não é inédito no Brasil. Por exemplo, o Globo.com já tem serviços parecidos com o conteúdo da própria Globo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.