Oi avança na cobertura 4,5G e estima um milhão de homes-passed em FTTH

©Paula Johas_F3

A Oi vai encerrar este ano com cobertura de LTE-Advanced (4,5G) em 25 municípios no País. De acordo com a empresa nesta terça-feira, 18, o avanço na cobertura é um dos focos de investimentos da empresa em 2018, contando com "parcerias estratégicas" com fornecedores para antenas, transmissores e equipamentos necessários. A operadora utiliza as faixas de 2,5 GHz e de 1.800 MHz, esta última após refarming para permitir o reuso do espectro antes destinado à tecnologia 2G. Aproveita ainda a infraestrutura de rede ótica de 350 mil km. Lembrando que a Oi não dispõe da faixa de 700 MHz para a sua expansão em 4G.

As cidades contempladas com a cobertura 4,5G da Oi são: Salvador, Lauro de Freitas e Simões Filho, na Bahia; Fortaleza, Maracanaú e Maranguape, no Ceará; Paço do Lumiar, São José do Ribamar, São Luís e Raposa, no Maranhão; Ipatinga, em Minas Gerais; Belém, Ananindeua e Marituba, no Pará; João Pessoa, Bayeux, Campina Grande e Santa Rita, na Paraíba; Recife, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Paulista, em Pernambuco; e as capitais Natal e Palmas.

A expectativa é que o processo de expansão se acelere com o aumento de capital da empresa, conforme o Plano de Recuperação Judicial. A Oi pretende investir também em fibra até a residência (FTTH) e, com isso, garantir sustentabilidade futura no contexto do mercado brasileiro. A previsão de investimentos nos próximos três anos é de R$ 21 bilhões.

Em termos de banda larga fixa, a Oi contabiliza 28 cidades (das quais 25 foram entregues neste ano) com FTTH, totalizando mais de um milhão de homes passed até o fim de 2018. A estratégia de reuso da rede permitiu à operadora ampliar a oferta da fibra nesses municípios, mas com um custo em média 30% menor para a empresa do que a abordagem tradicional.