Orçamento dos bancos com TIC foi de R$ 24,5 bilhões em 2019

Foto: Pixabay

[Publicado no Mobile Time] O orçamento dos bancos com TI no Brasil foi de R$ 24,5 bilhões em 2019, um aumento de 24% contra R$ 20 bilhões do ano anterior. Segundo pesquisa feita com 22 bancos pela Federação Brasileira de Bancos – Febraban junto à Deloitte, o resultado coloca o setor de finanças como aquele que mais aportou dinheiro no Brasil em 2019, com 14% do total de US$ 38 bilhões, atrás apenas do governo (15%).

Desse orçamento, os investimentos cresceram 48%, de R$ 5,8 bilhões para R$ 8,6 bilhões. A área de software foi aquela que mais gastou, com R$ 5 bilhões, 58% de incremento em comparação com R$ 3,1 bilhões de 2018. O segmento de hardware aparece em seguida com R$ 3,3 bilhões, um aumento de 38% ante R$ 2,4 bilhões de um ano antes. E telecomunicações manteve-se estável com R$ 400 milhões.

Das despesas (como gastos com serviços), o aumento foi de 16%, de R$ 14 bilhões para R$ 16 bilhões. Dos setores com mais capital aportado pelos bancos estão: software, com R$ 8,3 bilhões, um crescimento de 20% ante R$ 7 bilhões de 2018; hardware, com aumento de 15%, de R$ 4,1 bilhões para R$ 4,7 bilhões; e telecomunicações, com R$ 3 bilhões, um incremento de 15% sobre os R$ 2,9 bilhões de 2018.

Dos setores que mais tiveram investimento, Gustavo Fosse, diretor setorial de tecnologia e automação bancária da Febraban, citou caixas eletrônicos, com aumento de 66% em relação a 2018; e softwares, com aumento de 59%. Em despesas, a federação dos bancos registrou um aumento de 48% de gastos com equipamentos para o usuário final e 19% com ambiente distribuído de mainframe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.