Governo reduz 10% de imposto de importação de bens de informática e telecom

Foto: pixabay.com

[Publicado no Mobile Time] O governo federal anunciou, na quarta-feira, 17, a redução de 10% no imposto de importação de bens de informática e telecomunicações. A medida também abrange bens de capital. A redução da alíquota começa a valer a partir desta quinta, 18.

De acordo com o comunicado do governo, o objetivo é baratear a importação de máquinas e equipamentos utilizados por todos os setores produtivos, além de diminuir o preço de itens importados como celulares e computadores. "A medida beneficia o consumidor brasileiro e os pequenos e médios empresários, com a redução de tarifas de importação de produtos como aparelhos celulares e notebooks, de 16% para 14,4%", afirma o comunicado. O texto diz ainda que a decisão não depende de negociação com os demais parceiros do Mercosul.

Em nota, a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) afirmou que, ao contrário do que diz o governo, a medida trará prejuízos e insegurança ao setor. Apesar de reforçar não ser contra a redução das tarifas de importação e abertura comercial, a associação diz que esta deve ser feita de forma "transversal e com previsibilidade". Na visão da Abinee, ao tomar a medida agora, o governo escolhe setores sem reduzir a tarifa dos insumos utilizados por essas empresas, o que trará um aumento de custos para a produção local.

Notícias relacionadas

Para a Multilaser, a redução de impostos, de modo geral, é positiva. "Por outro lado, há que se fazer uma ressalva sobre o timing da medida. Idealmente, o governo precisa ajustar as regras com antecedência e previsibilidade. Seria ainda melhor se o poder público tivesse por exemplo anunciado que a redução seria feita a partir da virada do ano. Isso reduziria o impacto imediato aos cofres públicos de baixar imposto no meio da pandemia, e também reforçaria ao setor produtivo que o Brasil é um país onde se pode planejar adequadamente", afirmou Alexandre Ostrowiecki, CEO da Multilaser, ao Mobile Time.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.