Podcast TELETIME: O problema dos bens reversíveis

Podcast TELETIME: O problema dos bens reversíveis

Uma das questões centrais para o esforço de regulamentação da Lei 13.879/2019, que criou o novo modelo de telecomunicações, é a conciliação entre o conceito de bens reversíveis trazido pela lei e o entendimento dado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o tema. Os bens reversíveis são os bens móveis e imóveis necessários na execução do serviço prestado em regime público, que devem ser transmitidos ou revertidos à união quando a concessão terminar. Mas qual a abrangência desses bens? Quais os parâmetro de cálculo? O que deve ser considerado? São bens públicos ou privados? As interpretações são muitas e, a depender da abordagem, haverá mais ou menos recursos para as políticas de banda larga. E mais ou menos chances de o governo conseguir negociar a migração do modelo de concessões para autorizações com as empresas.

Este episódio traz uma manifestação contundente do conselheiro da Anatel Aníbal Diniz em protesto contra a posição do TCU; uma análise da advogada Flávia Lefèvre, que foi uma das primeiras a questionar os conceitos utilizados pela Anatel; o ex-Ministro das Comunicações e ex-Presidente da Anatel, Juarez Quadro, que participou do processo de privatização; e a posição do atual presidente da Anatel, Leonardo de Moraes.

Notícias relacionadas

Saiba mais sobre a novo modelo das telecomunicações com a publicação da Lei 13.879/2019. Acompanhe o podcast da TELETIME no Apple Podcasts, Google Podcasts, Spotify ou no seu tocador de podcasts preferido. Assine a newsletter da TELETIME e receba de segunda a sexta as principais notícias do setor de telecomunicações.

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns Samuel Possebon, pelo excelente e esclarecedor Podecast, SOBRE A QUESTÃO DOS BENS REVERSÍVEIS,descrevendo e ouvindo as várias opiniões neste cenário pós revisão da Lei Geral de Telecomunicações (LGT). Fica clara a indefinição e a necessidade de se chegar a um entendimento comum.
    Por outro lado, reforça a minha opinião, que este tema deveria ser resolvido antes da revisão da LGT.
    Afinal a segurança regulatória e jurídica são os pilares da segurança dos investidores, no sentido de prestar serviços com continuidade e qualidade para a sociedade.

  2. Sr. Samuel Possebon, Jornalista muito competente! Meus parabéns, belíssimas entrevistas, colocações oportunas e precisas, condução segura dentro do assunto, material sumamente esclarecedor. TODO deputado e ATÉ JUÍZES ligados ao caso deveriam antes ouvir esse podcast, para depois começar a estudar o assunto. Como jornalista, que acompanha há tempo o seu trabalho, sinto grande satisfação em ver como nossa profissão, como o bom Jornalismo presta um serviço fundamental para a sociedade como um todo. Este podcast, em particular, serve como exemplo.

Deixe uma resposta para João Cesar Galvão Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.