Faturamento dos serviços de TIC cai 2,6% em janeiro por baixa demanda, diz IBGE

Os serviços de comunicação iniciaram o ano ampliando já haviam fechado dezembro em baixa (-2%). Em janeiro a queda da receita foi de 2,5%, puxada pelo segmento de TIC, que na classificação oficial abrange os serviços de telecomunicações e de tecnologia da informação, com desaceleração de 2,6%, conforme aponta a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta terça-feira,17, pelo IBGE.

Notícias relacionadas
No acumulado de 12 meses, a queda é de 2,4%. A renda do segmento de audiovisual, de edição e de agências caiu 1,5%, resultado um pouco melhor do que o registrado em dezembro, de -1,8%. Na comparação anual, a variação negativa do setor de serviços foi de 0,8%.

Segundo o IBGE, a queda na receita se deu, entre outros fatores, pelo desaquecimento na demanda por parte de empresas e governos. Todas as informações contidas na pesquisa registram a receita real, sem considerar o impacto da inflação, o que sugere uma situação ainda mais grave.

O faturamento do setor de serviços como um todo cresceu 1,6% em janeiro de 2015, na comparação com igual mês do ano passado. De acordo com o IBGE, foi a menor variação da série histórica iniciada em janeiro de 2012. O resultado é inferior às taxas registradas em dezembro (4%) e novembro (3,7%). O índice acumulado em 12 meses aponta expansão de 5,4%, uma expansão menor do que a inflação, que acumula 6,7% em 12 meses.

O índice positivo se deveu aos resultados dos serviços prestados às famílias (8,6%), os serviços profissionais, administrativos e complementares (5,3%) e transportes e serviços auxiliares dos transportes e correio (2,2%). Os serviços de comunicação tiveram o pior resultado entre todos os setores pesquisados em janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.