Oi instala 500 novos hotspots Wi-Fi no Rio e abre rede durante o verão

Em outubro passado, a Oi adquiriu a Vex, herdando uma rede formada por 1,6 mil hotspots Wi-Fi espalhados principalmente por ambientes públicos fechados, como aeroportos e hotéis. À época, a operadora informou que tinha a intenção de expandir essa rede para áreas externas com grande trânsito de público. O primeiro passo foi dado no Rio de Janeiro: a empresa instalou 500 pontos de acesso Wi-Fi nos bairros do Leblon, Ipanema e Copacabana, ampliando para 2,1 mil seu número total de hotspots. Os próximos bairros serão Botafogo, Gávea e Jardim Botânico. O mesmo será feito em outras capitais brasileiras, a começar por Salvador e seus principais pontos turísticos: o Pelourinho e a Praia da Barra.

Notícias relacionadas
Para atrair o público, a rede Wi-Fi na orla carioca está aberta para uso gratuito por qualquer usuário, independentemente da operadora, até o dia 31 de março. O mesmo será feito na rede da capital baiana durante o Carnaval. Depois disso, o acesso será gratuito apenas para os clientes da Oi com planos de banda larga fixa a partir de 5 Mbps e de banda larga móvel com franquia de 2 GB.

O interesse da Oi em investir em uma rede Wi-Fi está em desafogar as suas antenas celulares. A popularização de smartphones e tablets tem gerado um aumento significativo do tráfego de dados móveis no mundo inteiro, o que proporciona o congestionamento das redes celulares em locais com grande trânsito de pessoas. A mesma estratégia é seguida por diversas operadoras internacionais. No Brasil, Claro e TIM estão adotando a mesma ideia e montando redes Wi-Fi próprias.

Dados

A Oi informou alguns dados desse começo de operação com Wi-Fi. Em janeiro, a companhia registrou 518 mil usuários únicos, 740 mil sessões de acesso à Internet e 31 mil GB trafegados em seus hotspots.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.