Ministério calcula que 8 milhões de domicílios devem ser alvo de subsídio

Diante da antecipação do cronograma de desligamento do sinal analógico, o Ministério das Comunicações procura estimar a quantidade de lares que não estariam preparados para captar o sinal de TV digital.

De acordo com o secretário de Comunicação Eletrônica do Minicom, Genildo Lins, a indústria informa que já foram vendidos entre 30 milhões e 40 milhões de TVs digitais – o número de conversores é ínfimo, segundo ele. Considerando casos de dois televisores ou mais em cada domicílio, para o Minicom aproximadamente 20 milhões de residências ainda não têm o equipamento.

Segundo Genildo, a indústria estima que vai vender 12 milhões de TVs digitais até a Copa do Mundo, por isso "teríamos que nos preocupar com 8 milhões de domicílios, no máximo". Essa conta, vale dizer, considera o País todo, mas o desligamento não será mais efetuado de uma vez só em 2016. O Minicom já acertou com a presidenta Dilma Rousseff a flexibilização do calendário para começar o switch-off em 2015 e terminar em 2018.

O cronograma em si será publicado em portaria do Minicom, assim que sair o decreto que altera o Decreto 5820/2006 que instituiu o Sistema Brasileiro de TV Digital e estabeleceu o fim do sistema analógico para dez anos depois. Conforme antecipado por este noticiário, o desligamento será iniciado por Brasília em março de 2015, depois São Paulo em abril e Rio de Janeiro em maio. O desligamento de todas as capitais será feito em 2015, informa o secretário.

Financiamento

O governo estuda formas de financiamento dos aparelhos para a população de baixa renda. Um dos caminhos é incluir a TV digital entre os produtos que podem ser adquiridos no Financiamento "Caixa Móveis" para os beneficiários do Bolsa Família. Um produto que custa R$ 800, segundo Genildo Lins, teria uma prestação entre R$ 24 e R$ 26 em 48 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.