Em 2014 haverá mais linhas móveis ativas que habitantes no planeta, diz UIT

O mundo encerrou 2011 com cerca de seis bilhões de assinaturas móveis ativas, mais de cem países com penetração superior a 100%, ou seja, mais de uma linha por habitante, e sete nações em que esse índice supera os 200%. O Brasil já ultrapassa os 120% de penetração, com seus 240 milhões de linhas ativas. Com uma cobertura de redes móveis que chega a 90% da população mundial, no caso das redes de telefonia 2G, e a 50%, no caso das 3G, e mantendo-se o nível de crescimento, em 2014 haverá mais linhas móveis ativas que habitantes no planeta. Os dados são parte do levantamento "Measuring the Information Society 2012" e foram divulgados nesta segunda, 10, pela União Internacional de Telecomunicações (UIT).

Dos 6 bilhões de linhas móveis ativas, metade está concentrada na região Ásia-Pacífico, que engloba nada menos do que a China, com seus mais de 1 bilhão de usuários móveis, e a Índia, que em breve se tornará o segundo país a atingir a casa do bilhão de linhas móveis, segundo a UIT. Aliás, a China é também o maior mercado de smartphones e concentra sozinha 25% do total de usuários de Internet do mundo.

As estatísticas da UIT mostram ainda que 70% do total mundial de linhas móveis são pré-pagas, índice que supera os 87% nos países em desenvolvimento. E ainda há espaço para crescer. Na África Subsaariana, por exemplo, a penetração da telefonia móvel ainda está na casa dos 50%. Pior ainda é a penetração da telefonia fixa na região africana: apenas 1%.

Internet

Outro dado relevante é que dois terços da população mundial (66,66%) ainda estão desconectados, com apenas 2,3 bilhões de pessoas com acesso à Internet ao final de 2011. Nos países em desenvolvimentos, o total de pessoais ainda off-line chega a 75%. Mas a UIT estima que o total de pessoas online deve dobrar nos próximos cinco anos, impulsionado pela banda larga móvel, que tem crescido 41% ao ano nos últimos quatro anos e já somava 1,1 bilhão de conexões ao final do último ano, quase o dobro do total mundial de assinantes de banda larga fixa. Em países em desenvolvimento, que somam mais de 2 bilhões de pessoas sem Internet, o crescimento é ainda mais expressivo: de 76% no último ano na banda larga móvel e entre 44% e 62% em número de usuários de Internet nos últimos cinco anos.

Ao final de 2011 apenas um terço dos domicílios em todo o mundo, ou 600 milhões de residências, tinha acesso à Internet. Nas casas de países em desenvolvimento, a penetração da Internet é de 20%, índice bem inferior à penetração de 75% de TVs nessas residências.

TICs

Os investimentos mundiais do setor de telecomunicações somaram em 2010 um total de US$ 241 bilhões, enquanto as receitas relativas a tecnologias de informação e comunicação (TICs) alcançaram US$ 1,5 trilhão no mesmo ano, o equivalente a 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial. Itens relacionados a TICs também respondem por 12% das exportações no comércio global.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.