Consumo de vídeos no celular deve aumentar, diz especialista

James Fergusson, diretor de tecnologia e mídia da TNS, empresa de pesquisa de mercado baseada na Austrália, apresentou na tarde desta quarta-feira, 10, na ABTA 2011, uma pesquisa global feita em 2010 sobre os hábitos dos usuários em relação ao uso do celular. Segundo o especialista, o consumo de vídeo nos handsets (tanto os oferecidos pelos broadcasters quanto os gerados por usuários) deve aumentar cada vez mais. Há uma predisposição do usuário em consumir e novos devices que aprimorem a experiência de vídeo devem chegar ao mercado.
Fergusson destacou que as mídias digitais têm sido o canal mais usado pelos consumidores: 61% afirmam usar a Internet uma vez ao dia, a TV foi citada por 54%, seguida de rádio (32%), jornal (32%) e revista (14%). Para o especialista, o celular será a principal ferramenta de acesso à Internet em pouco tempo. No Brasil, 27% dos usuários já acessam à Internet pelo celular. No ano passado eram 13%. Fergusson destaca ainda que o handset faz mais diferença nos países emergentes que no desenvolvido. "Quanto menos alternativas de devices tecnológicos tem o usuário, mais o celular ganha relevância", explicou. Em alguns países, ressaltou, o celular é a primeira ferramenta para a comunicação, acesso a notícias, acesso à Internet e entretenimento pessoal, como o consumo de músicas.
Ele acredita que o celular será cada vez mais importante na vida das pessoas devido a fatores como o aprimoramento constante da interface, a possibilidade de compartilhar as experiências em tempo real, o barateamento dos planos de tráfego de dados e a elaboração de handsets mais intuitivos.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.