Serviços de telecom voltam a apresentar queda em junho

Os serviços de telecomunicações tiveram uma retração de 0,3% no mês de junho, na comparação com maio. No confronto com o mesmo mês do ano passado, a retração foi de 1,6%. No acumulado do ano, a queda chegou a 0,6%, mesmo percentual registrado nos últimos 12 meses. Os dados são da pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta sexta-feira, 9.

O levantamento também aponta que nos Serviços de Informação e Comunicação, do qual telecomunicações faz parte, a retração em junho foi de 2,6% no confronto com maio. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o recuo foi de 1,2%. No acumulado do ano, no entanto, houve avanço de 2,6%. Enquanto que nos últimos 12 meses houve um incremento de 1,9%.

Conforme a pesquisa, os serviços de tecnologia da Informação e comunicações (TICs) tiveram em junho um recuo de 2,2% na comparação com maio. Na relação com junho de 2018, o avanço foi de 0,2%. No acumulado do ano, o incremento foi de 3,7%; e nos últimos 12 meses, o incremento foi de 3,1%.

No que se refere aos serviços de TI, o desempenho foi o pior entre aqueles que compõem os Serviços de Informação e Comunicação. O levantamento aponta retração de 10,1%. Na comparação com junho de 2018, porém, a pesquisa aponta incremento de 3,6%. No acumulado do ano, o resultado também é positivo em 13,1% e nos últimos 12 meses o avanço é de 11%.

O levantamento também aponta que o serviço audiovisual teve recuo de 4% em junho, se comparado com o mês anterior. No confronto com o mesmo mês de 2018, a queda foi de 10,3%. No acumulado do ano, o recuo foi de 4,9%; e nos últimos 12 meses o foi também de queda de 5,9%.

No cenário geral, o volume de serviços no Brasil como um todo teve uma retração de 1% em junho, na relação com maio. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a queda foi de 3,6%. No acumulado do ano, o avanço foi de 0,6%, enquanto que nos últimos 12 meses o incremento foi de 0,7%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.