Mourão: Brasil não pode perder a janela do 5G

Foto: Romério Cunha/VPR

Participando do primeiro dia do Painel Telebrasil 2020 nesta terça-feira, 8, o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, alertou sobre os riscos do Brasil ficar para trás de outras economias na implementação da tecnologia 5G.

"O Brasil não pode perder o bonde da história e deixar de embarcar nessa tecnologia junto com o resto do mundo. Perder essa oportunidade significará décadas de atraso e prejuízo", afirmou Mourão, durante a cerimônia de abertura do evento.

O vice-presidente também destacou o trabalho em curso no governo federal sobre diretrizes para fornecedores 5G. "Compete ao governo a missão de conduzir a adequação dos nossos sistemas de telecomunicações para essa nova tecnologia, e isso deve ser feito de forma segura, protegendo nossos conhecimentos sensíveis e nossa privacidade, mas utilizando os meios já instalados e considerando os princípios da eficiência, economicidade e segurança", pontuou.

O trabalho está a cargo dos ministérios das Comunicações (Minicom), do MCTI, da Anatel e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), de acordo com o VP. "Estamos estabelecendo parâmetros técnicos adequados para o processo licitatório para, no mais curto prazo, criar as condições adequadas para que nossas operadoras iniciem a adequação para o novo sistema".

Recentemente, Mourão afirmou à imprensa chinesa que o Brasil não deve discriminar fornecedores por conta do país de origem. Um dia depois, o presidente da República, Jair Bolsonaro, reiterou que a palavra final sobre o assunto cabe a ele.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.