Claro cresce no celular e soma receita de R$ 39,7 bilhões em 2021

Foto: Pixabay

A Claro publicou na noite desta terça-feira, 8, resultados operacionais do quarto trimestre de 2021 e do consolidado do ano. Os números apontaram alta na receita e no Ebitda da companhia, sobretudo pelo desempenho do segmento móvel – que cresceu 8,3%.

O faturamento total do grupo atingiu R$ 39,718 bilhões ao longo do ano passado, em leve alta de 0,7%. No último trimestre de 2021, o avanço foi de 0,6%, para R$ 10,204 bilhões.

Nos mesmos intervalos, o Ebitda da companhia somou R$ 16,532 bilhões (aumento anual de 2,9%) e R$ 4,385 bilhão no último tri, em melhora de 3,6%. A margem Ebitda ficou em 41,6% no acumulado de 2021, subindo para 43% nos últimos três meses.

Notícias relacionadas

Móvel

A própria empresa apontou o desempenho no mercado móvel como grande destaque dos resultados. O segmento cresceu 8,3% em receitas na base anual e trimestral, atingindo R$ 17,354 bilhões e R$ 4,536 bilhões, na ordem.

Apenas no pós-pago, o crescimento na base foi de 16,2%, significando 5,8 milhões de novos clientes nos 12 meses de 2021. A base da Claro na modalidade é de 41,4 milhões de chips. Já o pré-pago soma outros 29,1 milhões de clientes, totalizando 70,5 milhões nas duas categorias.

A companhia ainda apontou as primeiras ativações do 5G em 2,3 GHz como fato relevante, bem como a liderança em velocidade no acompanhamento da Ookla e a marca de um milhão de downloads no aplicativo Claro Pay – que reporta 700 mil usuários ativos.

Fixo

Apesar do crescimento no mercado móvel, a maior contribuição para as receitas da Claro ainda vem do segmento fixo. Nos doze meses de 2021, os serviços geraram R$ 20,616 bilhões (recuo de 4,8%). No último trimestre do ano, a queda foi menor: 3,7%, para R$ 5,147 bilhões.

A liderança no mercado de banda larga, contudo, seguiu intocada. Segundo a Claro, a velocidade média das conexões da empresa dobraram ao longo do ano, com mais de 80% da base com níveis de serviço acima de 250 Mbps.

Ao todo, a cobertura nacional da Claro alcança 35,7 milhões de lares em 372 cidades. Em 88 delas, foram lançadas novas redes de fibra até a residência (FTTH), totalizando 168 cidades atendidas com a tecnologia e 3,2 milhões de homes-passed (HPs).

Na TV por assinatura, a empresa valorizou a participação de mercado de 43% no segmento, além de 255,7 mil assinantes na solução Claro Box TV (em aumento de 65 mil clientes no trimestre).

B2B

Em paralelo, a operadora apontou o melhor desempenho no mercado corporativo desde 2019. Linhas de negócio como banda larga e nuvem (cloud) teriam mais que dobrado dentro da operadora, enquanto as vendas de serviços de segurança cresceram 49%.

2 COMENTÁRIOS

  1. A operadora Claro, é a Vivo. Também
    Deveria ser vendida. Porquê a Claro
    Roubou de mim RS 4572,00.quarto mil quinhentos e setenta e dois mil reais.
    Mas até hoje não devolveu.
    Isto ocorreu dia 7 janeiro de 2015.mas anatel nada fez.so sabe enganar.e a VIVO também roubou RS276,39. Desde abril 2021.

  2. De fato o Grupo América Móvel / Claro é uma potência e vem aos poucos se aproximando da líder de mercado Telefônica/Vivo. Sou cliente da Claro em todos os produtos e a única observação que faria seria que, poderiam investir mais em ampliação da cobertura, assim como a TIM tem se esforçado ao logo dos últimos anos.

Deixe um comentário para Rogério Pires Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.