Anatel vende 15 dos 54 lotes em licitação das sobras de 1,8 GHz

A Anatel realizou nesta terça, 6, a licitação dos 54 lotes de frequência disponíveis na faixa de 1,8 GHz e 850 MHz. Os lotes de 2 a 33 e 46, 47 e 48 foram retirados do certame por não possuírem garantia de manutenção de proposta de preço. Do lote 2 ao 31, não houve proponente porque, de acordo com a UIT, tais faixas são destinadas a tecnologias TDD e, por esse motivo, as companhias não se interessaram pelos blocos.

Notícias relacionadas
A TIM foi a vencedora da maior parte dos blocos vendidos. A operadora desembolsou ao todo R$ 109 milhões na licitação, adquirindo nove blocos na região Centro-Oeste, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e algumas áreas do Acre.
Depois da TIM, quem mais arrematou foi a Oi com quatro lotes comprados, mas gastou um pouco mais – R$ 110,4 milhões. A companhia comprou frequências na região Centro-Oeste, no Rio Grande do Sul, Acre, Rondônia e Tocantins.

A Claro arrematou o único disponível em 850 MHz, pelo qual pagou R$ 14,5 milhões pelas frequências no estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima. E a Sercomtel também arrematou um único lote na região de Londrina, pelo qual pagou R$ 3,02 milhões. A Vivo não disputou por conta do limite de espectro. A Anatel arrecadou R$ 237,5 milhões no certame, que obteve um ágio médio de 0,69%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.