Demanda por tecnologia entre telespectadores brasileiros é alta, diz Ericsson

A Ericsson divulgou nesta segunda, 6, o resultado de uma pesquisa realizada por sua área Ericsson ConsumerLab sobre consumo de TV – fixa e móvel – entre os usuários. O estudo, intitulado "IPTV e a Nova Casa", reúne informações de usuários da Suécia, Reino Unido, Itália, Estônia e Brasil. Segundo a empresa, que desenvolve produtos e serviços na área de IPTV, o estudo teve como público-alvo usuários de alto padrão socioeconômico, basicamente classes A e B, no caso do Brasil. A pesquisa aponta que as demandas por novos serviços e funcionalidades são muito mais altas no Brasil do que em outros países. Em alguns casos, quase 100% da amostra acharam que os novos serviços deveriam ser muito interessantes. Uma porcentagem de 94% da amostra deseja mostrar suas fotografias digitais na TV, enquanto 93% apreciam a capacidade de poder bloquear canais específicos de TV para os seus filhos. Para a Suécia, o mesmo quesito ficou em 49%.
Embora a demanda seja alta, o consumo de tecnologia ainda é baixo no Brasil. Segundo a Ericsson, poucas pessoas parecem utilizar seus sistemas de som surround para ouvir música no Brasil. Eles só o utilizam para ver TV. Poucos gravam programas de TV, comparando-os a outros mercados. A maioria ainda tem gravadores VHS.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.