Ciena amplia capacidade do SAM-1, cabo submarino da Telefónica, para 100 Gbps

A Telefónica escolheu a Ciena para aumentar a capacidade de seu cabo submarino SAM-1, que liga América Latina, América Central e Estados Unidos. Usando o conceito de GeoMesh, que para uma visão integrada das partes submarinas e terrestre de uma mesma rede, e plataformas de redes programáveis, o SAM-1 terá sua capacidade expandida dos atuais 40 Gbps para 100 Gpbs.

De acordo com o vice-presidente de vendas da Ciena para a América Latina, Fabio Medina, o projeto teve início a cerca de um ano, impulsionado pelo crescimento da demanda na América Latina e, especialmente no Brasil, pelo aumento no consumo de dados, maiores velocidades de banda larga e a tendência de serviços em nuvem. "A Telefónica tinha necessidade de uma rede mais robusta, mais resiliente na região, e conseguimos dar não apenas mais capacidade, mas conseguimos ampliar o alcance do sinal a distâncias mais longas, com redução de latência, funcionalidades de bypass para economizar recursos da rede e melhorar a oferta de SLA", detalha Medida. A expectativa do executivo é de que o projeto esteja concluído e totalmente operacional ainda em 2013.

O SAM-1 conecta os EUA à América Central e à América do Sul, com estações de entrada de cabos na Argentina, Brasil (em Fortaleza), Chile, Colômbia, Equador, Guatemala, Peru e EUA, incluindo Flórida e Porto Rico, totalizando 25.000 km de cabos óticos terrestres e submarinos. São mais de 2 Tbps de tráfego de dados por dia no sistema de fibras óticas do cabo submarino nos horários de maior demanda e mais de 20 bilhões de minutos de voz transportados no âmbito internacional por ano.

A Ciena instalou nas redes seu sistema de comutação reconfigurável 5400 e a plataforma de pacotes óticos 6500 com o conceito de bypass ótico GeoMesh. A capacidade de transmissão dos switches das estações terrestres foi ampliada para 3,6 TB na América Central e na América do Sul, e para 7,2 TB de capacidade de comutação nas estações de entrada de cabos dos EUA.

A solução GeoMesh incorpora um projeto de rede inteiramente ótico para conectar os segmentos submarino e terrestre em um link único e integrado com a comutação inteligente, a fim de permitir mais rapidez e maior disponibilidade dos serviços.

"O mais importante é que todos os equipamentos instalados para expansão da capacidade e performance do SAM-1 são à prova de futuro, podendo a capacidade de transmissão ser facilmente ampliada para 200 Gbps e 400 Gbps e para até 15 TB nas estações de comutação terrenas sem a necessidade de troca de hardwares", conclui Medina.

A Telefónica é uma cliente de longa data da Ciena e utiliza as soluções óticas da fornecedora em 14 países.Essa instalação se baseia no relacionamento duradouro que existe entre a Ciena e a Telefónica Global Solutions. A tecnologia de pacotes ópticos convergentes da Ciena é usada pela Telefónica em 14 países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.