Após denúncias de espionagem, Dilma e Obama se reúnem na Rússia

Após as novas denúncias de espionagem por parte do governo norte-americano, o esperado encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, finalmente aconteceu nesta quinta-feira, 5. O fato foi confirmado pelo Palácio do Planalto, que afirmou pelo Twitter do Blog do Planalto que a reunião aconteceu logo após a abertura da oitava cúpula do G20, na Rússia. O governo norte-americano confirmou o encontro, embora também não tenha revelado detalhes do conteúdo da conversa.

O vice-assessor de segurança para comunicações estratégicas da presidência dos EUA, Ben Rhodes, já havia afirmado que Obama iria buscar amenizar a questão, fazendo com que "os brasileiros tenham um melhor entendimento sobre o que fazemos e o que não fazemos".

No último domingo, 1º, reportagem do Fantástico, da TV Globo, revelou que a agência nacional de segurança norte-americana (NSA) teria quebrado o sigilo das comunicações de e-mail, SMS, chamadas por telefones e até mesmo navegação na Internet da presidenta e de seus assessores diretos. Dilma convocou reuniões de emergência com ministros no início da semana para discutir o assunto.

O episódio estaria causando mal-estar na relação com os Estados Unidos: na quarta-feira, 4, o Planalto cancelou a ida a Washington de uma equipe do governo brasileiro que iria fazer os preparativos para uma visita da presidenta aos EUA em outubro.

Com informações da Agência Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.