Claro testa 4G em Brasília com equipamentos da Huawei

A Claro divulgou nesta quarta-feira, 5, que Brasília será seu novo local de testes do LTE no País. Durante evento de demonstração do 4G em Campos do Jordão, a operadora revelou que a Huawei será sua fornecedora na capital federal. No entanto, a Ericsson também entregará estações radiobase (ERBs) para a operadora – tanto que a primeira foi homologada na terça-feira pela Anatel, segundo o ministro Paulo Bernardo, convidado para a ocasião.

O equipamento da fabricante Ericsson é um dos utilizados pela operadora para prestar os serviços do 4G na cidade paulista, assim como nos testes em Paraty e Búzios, no Rio de Janeiro. A capital federal deverá começar com cobertura limitada à Esplanada dos Ministérios, mas deverá ter a infraestrutura expandida nos próximos dias. “Ainda precisamos instalar muito mais sites para começar uma experiência real, mas vamos começar a trabalhar aceleradamente”, afirmou o presidente da Claro, Carlos Zenteno, sem dar datas concretas.

De acordo com Zenteno, as cidades foram escolhidas por conta dos diferentes condições, como a topografia montanhosa de Campos do Jordão, onde o backbone escolhido foi via rádio micro-ondas IP. Apesar de conveniente, o rádio acaba por limitar a velocidade – nos testes realizados para a imprensa, a máxima obtida foi de 58 Mbps. A fibra, escolhida para Brasília, Búzios e Paraty, consegue ter velocidade média maior, segundo o executivo.

Zenteno diz que cerca de 10% da infraestrutura seria com micro-ondas, mas, de acordo com a expansão da malha de fibra, o backbone será substituído para proporcionar uma melhor conexão. O presidente da Claro ressaltou que, além da construção (pela América Móvil) de um cabo de fibra saindo do Rio de Janeiro, passando por Fortaleza e chegando aos Estados Unidos, haverá ainda os cabos da Embratel que estão sendo instalados no interior de São Paulo e no Nordeste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.