Comissão aprova retomada gradual da isenção a smartphones

O projeto de conversão da Medida Provisória 690/15, que suspende a isenção do PIS/Cofins na vende de smartphones, computadores, notebooks, tablets, modems e roteadores, foi aprovado nesta quarta-feira, 2, pela comissão mista que analisou a MP. O texto é resultante do parecer do relator, senador Humberto Costa (PT-PE),  e propõe a retomada gradual do benefício a partir de 2017, alcançando 100% em 2019. A matéria ainda terá que passar pelos plenários da Câmara e do Senado.

O texto votado hoje é resultado de acordo promovido entre os integrantes da comissão, na reunião de ontem, 1º. O relator optou por incorporar essas sugestões ao relatório.

Com os ajustes feitos, a suspensão da isenção de PIS/Cofins sobre produtos de informática vale só em 2016. O benefício será retomado de forma gradual de 2017 a 2018, quando a alíquota que incide sobre os eletrônicos será reduzida em 50% sucessivamente. Em 2019, a isenção volta a ser concedida de forma integral.

O benefício ao setor está previsto na Lei do Bem (Lei 11.196/05 – artigos 28 a 30) e fez parte do Programa de Inclusão Digital, criado para ampliar a produção nacional de equipamentos de informática. O objetivo do governo era extingui-lo já em 1º de dezembro deste ano.

A isenção, iniciada em 2005, vigoraria até 31 de dezembro de 2018. Pelo texto aprovado, o benefício será ampliado. Além disso, o projeto de conversão identifica todos os produtos que serão beneficiados, para "evitar interpretações posteriores" pela receita federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.