OUTROS DESTAQUES
Crise da Oi
Anatel intervirá na Oi em caso de mudança na diretoria da empresa
quinta-feira, 26 de outubro de 2017 , 12h48 | POR LÚCIA BERBERT E SAMUEL POSSEBON

A Anatel terá nesta quinta, 26, mais uma das reuniões reservadas do seu conselho diretor para tratar do acompanhamento da Oi. Ainda não se sabe se o conselheiro Leonardo Euler de Morais, que relata a matéria, colocará em pauta o processo de caducidade ou intervenção na operadora, mas uma coisa já é certa e consenso entre os conselheiros: se os acionistas controladores da Oi resolverem destituir a diretoria da empresa, a agência vai intervir imediatamente. Esta posição vem sendo costurada nos últimos dias, sobretudo depois que a Anatel recebe sinais de que Tanure e a Pharol, que controlam o conselho da Oi, estariam dispostos a demitir os diretores da operadora.

Sabe-se que o presidente da Oi, Marco Shroeder, teve uma reunião com todos os conselheiros da Anatel na manhã desta quinta depois que o representante da agência nas reuniões do conselho de administração da empresa informou ao regulador que os acionistas estavam pressionando os executivos a assinarem um acordo com o G6, um dos grupos de credores alinhados ao grupo de Nelson Tanure, em termos que seriam extremamente desfavoráveis para a companhia. Teria sido dado um prazo de 48 horas para que os executivos da Oi aceitassem esse acordo, segundo apurou este noticiário, e o deadline é uma reunião do conselho de administração marcada para esta sexta, 27. A Anatel deve sinalizar aos acionistas da empresa, antes da reunião de sexta, que não deseja ver a troca de gestão da empresa nesse momento, e o recado da possível intervenção será claro nesse sentido.

A Anatel convocou o presidente do Conselho de Administração da Oi, José Mauro Mettrau, para comunicar a decisão ainda nesta quinta-feira.

COMENTÁRIOS

2 Comentários

  1. Erick disse:

    Uma empresa com 42 milhoes de clientes só na telefonia celular, fora telefonia fixa, e que atende empresas com muitas solucoes. Ma gestao quebrou a Oi. Tomara que uma chinesa entre como novo sócio da Oi.

  2. Erick disse:

    Uma empresa com 42 milhoes de clientes só na telefonia celular, fora telefonia fixa, e que atende empresas com muitas solucoes. Ma gestao quebrou a Oi. Tomara que uma chinesa entre como novo sócio da Oi. A fusão com a TIM (apos a recuperação judicial terminar) não seria bom para o mercado.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top