OUTROS DESTAQUES
FUNDOS SETORIAIS
Empresas recolhem em seis meses R$ 4,6 bilhões a fundos setoriais
segunda-feira, 25 de julho de 2016 , 11h20

A arrecadação de contribuições aos fundos setoriais de telecomunicações alcançou R$ 165,7 milhões em junho deste ano. Os recursos recolhidos ao Fundo de Fiscalização de Telecomunicações (Fistel) e ao Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) recuaram no mês. Em seis meses, a arrecadação com os dois fundos passam de R$ 4,6 bilhões.

As operadoras pagaram ao Fistel R$ 57,5 milhões em junho, sendo que a maior parte dos recursos veio de outorgas, que ficou em R$ 50,1 milhões, quase R$ 10 milhões a menos que no mês anterior. Em maio, a arrecadação do fundo foi de R$ 70 milhões.

Nos seis meses do ano, a arrecadação do Fistel soma R$ 3,5 bilhões. E, desde sua criação em 1997, os recursos destinados ao fundo de fiscalização passam de R$ 71,5 bilhões.

Já o Fust arrecadou, em junho, R$ 108,1 milhões, valor abaixo dos R$ 120,3 milhões alcançados no mês anterior. A maior parte do dinheiro pago ao fundo veio da contribuição relativa a 1% do faturamento das empresas, no valor de R$ 86,1 milhões.

De janeiro a junho, a receita do Fust passa de R$ 1 bilhão. A arrecadação desde a criação do fundo, em 2001, chega a R$ 20,5 bilhões, conforme números divulgados nesta segunda-feira, 25, pela Anatel.

O total já arrecadado com os dois fundos passa de R$ 91,8 bilhões.

A agência também divulgou os recursos advindos da arrecadação própria, principalmente referentes ao pagamento de multas e à contribuição para a radiodifusão pública. No total, em junho, essa receita atingiu R$ 179,7 mil. No ano, essa arrecadação chega a R$ 149,9 milhões. Desde 1997, quando a agência foi criada, os recursos somam R$ 4,2 bilhões.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top